quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

O David enlouqueceu!

Várias pessoas não entendem esta minha “panca” pelo David Fonseca, e eu admito que o seu primeiro álbum a solo “Sing Me Someting New” foi, de longe, aquele que mais me enfeitiçou, encantou, seduziu. Mas confesso que continuo a seguir a sua carreira, o seu blog, o seu site, assiduamente. Admiro-o como artista. Gosto da forma como escreve. Gosto do Mundo que partilha. Reconheço-lhe um enorme talento, não só musical, como de realização, fotografia e escrita. Adorei o seu presente de Natal, tocado, cantado e realizado por ele, a versão do “Last Christmas”, espreitem nos meus MuNdOs PaRaLeLoS.

Mas concentremo-nos na nova música “Stop 4 a minute”, e no seu vídeo. Que surpresa! Que lufada de ar! Que ritmo! Que sensualidade! Quem diria que o “menino depressivo” (como alguns amigos meus o apelidam e ignoram que ele amadureceu, cresceu, diversificou), faria algo tão voluptuoso e num registo um pouco diferente do habitual.

O David enlouqueceu! E ainda bem!

Eu gostei. Apetece-me dançar, saltar, namorar, seduzir…

… E agora tenho que parar por um minuto!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Memórias

Recordo com nostalgia o início da minha adolescência. Que saudades! Todos os sonhos eram possíveis e como eu sonhava!
Esta música fez parte integrante da banda sonora de outros tempos e cruzou-se comigo ontem, por mero acaso, como tantas outras coisas na minha vida.
Eu era completamente louca por esta banda, apaixonada pelo vocalista e agora, com toda este distanciamento, percebo que, com o passar dos anos, muitas coisas deixam de fazer sentido e, algumas, ainda bem…mas outras, ah outras, deviam permanecer para sempre: o espírito irreverente e sonhador, o distanciamento do destino repleto de responsabilidades, a intensidade do desejo, o tempo que passava lentamente, o futuro em aberto, onde tudo (ainda) era possível e uma vida inteira à nossa frente.


Guns N' Roses - Estranged

When you're talking to yourself
And nobody's home
You can fool yourself
You came in this world alone...(alone)

So nobody ever told you baby, how it was gonna be
So What'll happen to you baby?
Guess we'll have to wait and see
...one, two....

Old at heart. But I'm only 28
And I'm much too young to let love break my heart
Young at heart. But it's getting much too late
To find ourselves so far apart
I don't know how you're supposed to find me lately
And what more could you ask from me?
How could you say that I never needed you
When you took everything
Said you took everything from me...

Young at heart. And it gets so hard to wait
When no one I know can seem to help me now
Old at heart. But I mustn't hesitate
If I'm to find my own way out
Still talking to myself. And nobody's home.....(alone)

So nobody ever told us baby, how it was gonna be
So What'll happen to us baby?
Guess we'll have to wait and see

When I find all of the reasons
Maybe I'll find another way
Find another day
With all the changing seasons of my life
Maybe i'll get it right next time
And now that you've been broken down
Got your head out of the clouds
You're back down on the ground
You don't talk so loud, and you don't walk so proud
Anymore. and what for?

Well I jumped into the river
Too many times to make it home
I'm out here on my own
Drifting all alone
If it doesn't show
Give it time to read between the lines
'Cause I see the storm is getting closer
And the waves, they get so high
Seems everything we've ever known is here
Why must it drift away and die?

I'll never find anyone to replace you
Guess I'll have to make it through
This time, oh this time, without you
I knew the storm was getting closer
And all my friends said I was high
But everything we've ever known's here
I never wanted it to die

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Pensem nisto...

E se a tua casa encolhesse?

video

domingo, 10 de janeiro de 2010

Abraços desfeitos

Pedro Almodóvar continua a surpreender-me. Adoro os filmes, adoro a música que os acompanha e nos envolve, que nos deixa com água na boca e nos faz sonhar. A última que me deixou inebriada, descobria-a no filme: "Los Abrazos Rotos", relembrando Lanzarote e, definitivamente, vale a pena partilhá-la.

Werewolf by Cat Power

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Mais musica!

Esta música inspira-me!...
Apetece-me dançar! Mandar tudo pelo ar!

La Roux - In For The Kill

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

FeLiZ 2010

Queria voltar ao meu blog com todas as novidades que tenho, com todas as músicas que têm feito parte da banda sonora da minha vida, com todos os lugares por onde passei, todos os filmes que me marcaram nesta ausência demasiado prolongada e com todos os livros que tive o prazer de ler...mas, por enquanto, fica esta música que não me sai da cabeça e que adoro.

Feliz Ano Novo!!!

Radiohead - No Surprises

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Sputnik, Meu Amor


"Na Primavera dos seus vinte e dois anos, Sumire apaixonou-se pela primeira vez na vida. Foi um amor intenso como um tornado abatendo-se sobre uma vasta planície, capaz de tudo arrasar à sua passagem, atirando com todas as coisas ao ar no seu turbilhão, fazendo-as em pequenos pedaços, esmagando-as por completo. Com uma violência que nem por um momento dava sinal de abrandar, o tornado soprou através dos oceanos, arrasando sem misericórdia o tempo de Angkor Vat, reduzindo a cinzas a selva indiana, tigres e tudo, para depois, em pleno deserto pérsico, dar lugar a uma tempestade capaz de sepultar sob um mar de areia toda uma exótica cidade fortificada. Em suma, um amor de proporções verdadeiramente monumentais. A pessoa por quem Sumire se apaixonou, além de ser casada, tinha mais dezassete anos do que ela. E, devo acrescentar, era uma mulher. Foi a partir daqui que tudo começou, e foi a partir daqui que (quase) tudo acabou."
É assim que começa um dos últimos livros que li. Encontrava-se na estante, junto de tantos outros, calmamente è espera de contar a sua história. Escrito na primeira pessoa, descobri que, apesar da distância, das diferenças culturais, da experiência de vida, o amor é universal e estar apaixonado faz-nos, em qualquer local e em qualquer tempo, sentir vivos!
Marquei a página de onde retirei esta frase, porque me fez parar e pensar que também me sinto assim, de vez em quando:
"(...) os momentos passados na sua companhia eram os mais preciosos da minha vida. Ao seu lado esquecia o meu eterno sentimento de solidão. Sumire expandia as fronteiras do meu mundo, ajudava-me a respirar fundo. Era a única pessoa capaz de o fazer."

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Atira-me água benta...

Oficialmente de férias, partilho esta música (GNR - Vídeomaria) que, sempre que ouço, me transporta para outra dimensão. Invade-me uma vontade enorme de dançar, de me deixar ir, de me portar mal...

Até ao meu regresso.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Catch a Falling Star

Ontem, quando olhava para o céu, como tantas vezes costumo fazer, quando o pensamento me foge para lá da realidade, quando as ideias se atropelam e seguem o seu próprio caminho, fui presenteada com uma estrela cadente. Sorri. Tantas vezes procuro no céu respostas para as minhas incertezas. Tantos segredos lhe confesso…e ontem, pedi um desejo, mesmo sem acreditar na relação de causa-efeito entre a estrela e a concretização do meu pedido. Mas a probabilidade de ver uma estrela cadente no céu de Lisboa é ínfima e eu deliciei-me, e naquele breve instante não pensei em mais nada! Só eu e o meu sonho, suspensos no vasto universo.

Hoje, sinto-me nas nuvens, apaixonada, arrebatada, amante da vida…

E como gosto de finais felizes, partilho este vídeo romântico e encantador, ao som de Perry Como – “Catch a Falling Star”

sexta-feira, 24 de julho de 2009

LOL

A filha faz 18 anos e o pai está todo feliz por emitir o último cheque da pensão que paga à ex-mulher, pois pagava esta pensão há 17 anos. Pede para a filha que ela retorne para lhe contar como ficou a cara da mãe ao dizer-lhe que é o último cheque que ela verá da parte dele. A filha entrega o cheque à mãe e volta à casa do pai para lhe dar a resposta.
- Diga filha, qual foi a reacção dela?
- Ela mandou lhe dizer que você não é o meu pai!!!

Bom fim-de-semana! Bons mergulhos! ;)

terça-feira, 21 de julho de 2009

Parabéns Isabel!

É reconfortante quando se assiste à concretização de um sonho: o nascimento de um bebé, o Afonso.
Quando conheci a Isabel, num dia quente de Junho, percebi que algo se passava. Ela estava tão abatida! De imediato percebi que tinha sofrido uma perda importante. A sua gatinha – Kitty – tinha morrido, ao fim de alguns anos de companhia e de um conforto apaziguador de outras mágoas, a sua "menina" deixava-a, não sem alguma amargura e muitas, muitas saudades! Nunca conheci a Kitty, mas percebi que era muito importante na vida da Isabel e que, sobretudo, fazia parte de um passado muito sofrido. A vida já lhe havia retirado tanto! Perdas desconcertantes, perturbadoras e inexplicáveis: um irmão, o pai e a mãe.
Nunca percebi onde ela arranjou forças para ultrapassar violentas tempestades e continuar a remar, sempre contra a corrente e sempre com um desejo que, finalmente, se concretizou!
Parabéns Isabel!

Acompanhei a gravidez do princípio ao fim. Senti pontapés, vi a barriga a ficar cada vez maior e apreciei as suas “primeiras fotografias” com alguma ansiedade e preocupação. Queria tanto que corresse tudo bem!... E correu. O Afonso nasceu no dia 11 de Junho, após algumas horas de dor e cansaço, mas eu sabia que ia valer tudo a pena.
A Isabel está feliz! O Afonso é lindo! E a vida voltou-lhe a sorrir.
Ensinaste-me que nunca devemos abdicar dos nossos sonhos, nem deixar de lutar, mesmo quando o tempo está contra nós e quando por inúmeras vezes nos apetece desistir!
A ti, Afonso, desejo-te uma vida repleta de momentos especiais.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Estou na Lua

A propósito dos 40 anos da viagem do Homem à Lua, que hoje se celebra, não sem alguma polémica acerca da veracidade deste sonho tornado realidade, lembrei-me desta música, já com 10 anos de vida: "Goodnight Moon" - Shivaree...e apeteceu-me partilhar!

Realidade ou produção cinematográfica? Não sei! Mas a missão Apollo 11, acabou por ser a mais marcante da corrida pelo espaço. A viagem de Neil Armstrong, Mike Collins e Aldrin assegurou ao dia 20 de Julho de 1969 um lugar na história.

Acreditando ou não... Hoje, estou na Lua!

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Forever Young

O meu MuNdO continua com uma banda sonora muito 80's. Um original de Alphaville, aqui numa versão fantástica dos Youth Group.

Bom fim-de-semana!

terça-feira, 14 de julho de 2009

Homenagem aos Alentejanos!


Para testar a personalidade de um alentejano, o dono da empresa mandou pagar 500€ a mais no salário dele.
Os dias passam, e o funcionário não diz nada.
No mês seguinte, o patrão faz o inverso: manda tirar 500€.
Nesse mesmo dia, o funcionário entra na sala para falar com ele:
- Engenheiro, acho que houve um engano e tiraram-me 500€ do meu salário.
- Ah é?! Curioso porque no mês passado eu paguei-lhe 500€ a mais e você não comentou nada!
- Pois, mas é que um erro eu ainda tolero...agora dois acho um absurdo!!!

Uma grande beijoca aos meus amigos(as) alentejanos!

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Com sabor a verão!

"Tropecei" neste vídeo num blog que visito com alguma regularidade (www.dajaneladomini.blogspot.com) e, passando a publicidade, lembrei-me de férias de verão: de todos os momentos fantásticos que já vivi e de tantos que estão por aí, ao virar de uma esquina, à espreita numa praia ou numa noite mais quente...
Fiquei com uma vontade enorme de conhecer esta ilha e espero, em breve, partilhar as férias que tive o prazer de desfrutar em Lanzarote.

Bom fim-de-semana!!!

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Dá-lhe Gás...

Esta semana levei o carro ao "SPA" e saiu de lá revitalizado! Não fosse um dístico semelhante ao da imagem do post, ninguém detectaria as cicatrizes da operação!
G.P.L. significa Gas de Petróleo Liquefeito, o que para mim não esclarece grande coisa. Mas fui pesquisar e fiquei a perceber que, no fundo, o que interessa é que é um combustível mais ecológico e mais económico quando comparado com a Gasolina ou Gasóleo, uma vez que tem menos quantidade de carbono e por consequente menor emissão de CO2 resultantes da queima do mesmo.
No site http://motores.sapo.pt/artigo/10467 percebi que "o gás de petróleo liquefeito é um combustível alternativo composto por uma mistura de gases butano e propano. O volume de GPL no estado líquido é 274 vezes inferior ao do estado gasoso, o que torna este gás num combustível fácil de armazenar e de transportar. Com um poder calorífico ligeiramente inferior ao da gasolina, o GPL é um combustível de queima ‘seca’ e completa, o que resulta em maior durabilidade do motor.O GPL aplicado em soluções de mobilidade contribui, comprovadamente, para uma melhor qualidade do ar, dada a quase ausência de emissão de partículas, ao mesmo tempo que reduz as emissões de gases responsáveis pelo efeito de estufa.Por comparação com a gasolina, de acordo com os resultados de ensaios independentes conduzidos no âmbito do programa EETP (European Emission Test Program), o GPL apresenta reduções sensíveis nas emissões de óxido de azoto (NOx) e de dióxido de carbono (CO2). O mesmo documento refere que emissões de hidrocarbonetos são dificilmente detectáveis e que a emissão de partículas é mais baixa do que na gasolina e, especialmente, muito mais baixa do que no gasóleo".
Sendo a causa ambiental um dos factores que contribui para a minha decisão, após sugestão do Nuno, confesso que o preço foi outro elemento decisivo, pois custa cerca de 0,60€/L.
Tomando como referência as médias de preços de combustíveis praticados em Portugal no mês de Abril, um litro de GPL para automóveis (0,528 euro) custa menos de metade do preço de um litro de gasolina 95 (1,204 euro) e custa praticamente metade do preço de um litro de gasóleo (0,981 euro).
À medida que fui pesquisando, comecei a interrogar-me: então porque é que não existe uma maior adesão? E, de imediato, percebi que, fundamentalmente, por preconceitos sociais, desconhecimento, mitos e legislação vigente.
Passo a explicar:
1 - Existe, por exemplo, o preconceito de que as viaturas transformadas a GPL podem explodir e que cheiram a gás. Contudo os depósitos de GPL são mais seguros e a possibilidade de existirem fugas é muito reduzida. Confirmo, não cheira a nada!
2 - Em relação ao dístico, apenas se aplica aqui em Portugal, pois nos restantes países da Europa (de acordo com a pesquisa que efectuei) não existe o famoso dístico. Há quem refira que o tamanho dos autocolantes identificativos dos veículos GPL, “são enormes e podem intimidar os outros condutores”, pretendendo-se, através da alteração da legislação sobre o GPL, que passem a ser do tamanho do autocolante do imposto do selo e colocado num local mais discreto por se entender “não haver razão para uma informação que parece quase um alarme”. Na minha modesta opinião, não me faz qualquer tipo de transtorno ou constrangimento o famoso autocolante que, aliás, foi ontem colocado com muito orgulho!
3 - O facto de não se poder estacionar em parques subterrâneos é um dos factores mais impeditivos (que até a mim me fez equacionar), mas também isso carece de sentido, uma vez que, e mais uma vez refiro, que a possibilidade de fugas é reduzida e a quantidade de gás libertada também. "Ao contrário da ideia que se instalou em Portugal, o estacionamento de automóveis a GPL em locais cobertos, desde que devidamente ventilados e se situem ao mesmo nível ou a nível superior relativamente ao solo, não pressupõe um risco superior ao dos modelos a gasolina, havendo nova legislação sobre esta matéria que se encontra em vias de promulgação" (http://motores.sapo.pt/artigo/10467). Espero que esteja para breve!
4 - Relativamente ao comportamento do automóvel, dizem os entendidos que existe uma ligeira perda de potência. Eu ainda não me apercebi de nada! Mas só experimentei em cidade e não tenho pé pesado! Para além disso, "a mudança de alimentação de combustível de gasolina para GPL, ou vice-versa, é imperceptível. No arranque a frio, o sistema selecciona sempre a alimentação a gasolina. Se o modo GPL estiver ligado, a unidade de controlo electrónico faz a comutação automática para alimentação a gás assim que o motor atinge a temperatura ideal de funcionamento. Quando se esgota o gás no depósito, o sistema comuta automaticamente para a alimentação a gasolina. Entre os dois tipos de combustível, os níveis de potência do motor e de desempenho do automóvel são idênticos" (http://motores.sapo.pt/artigo/10467).
5 - Muito importante, também, é o facto de que em Portugal já existe uma ampla cobertura de abastecimento de GPL (http://pt.wikipedia.org/wiki/Postos_de_abastecimento_GPL_em_Portugal).
6 - Finalmente, é dispendiosa a transformação do carro (€1.600,00 no meu caso) e, inacreditavelmente, em termos de beneficios fiscais relativamente ao irs, actualmente, nao existe qualquer compartição, apesar de ser menos poluente! (é verdade, também fiquei chocada!)
Outro site útil: http://www.autogas.pt/
Bons passeios ;)

terça-feira, 2 de junho de 2009

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Dia Mundial da Criança!

O Dia Mundial da Ciança foi comemorado, pela primeira vez, em 01 de Junho de 1950, tendo sido proposto à ONU pela Federação Democrática Internacional das Mulheres, traduzindo a sua preocupação com as condições de vida das crianças após a 2ª Guerra Mundial.
A partir desta data foi reconhecido pela ONU que qualquer criança, independentemente da raça, cor e género, tem o direito a:
- Amor e compreensão;
- Alimentação;
- Cuidados médicos;
- Educação;
- Protecção contra todas as formas de exploração;
- Crescer num clima de paz.
Em 20 de Novembro de 1959 estes direitos foram legalmente aprovados na "Declaração dos Direitos da Criança".
Em 1989, a ONU aprovou a "Convenção dos Direitos da Criança", documento que integra um código de conduta a ser aplicado pelos Estados, para protecção das mesmas.
Portugal ratificou esta Convenção, em 21 de Setembro de 1990.

Este documento, bem como outras informações, podem ser visualizados na Página Web da Unicef:http://www.unicef.pt/

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Doces momentos...

Com o fim-de-semana prolongado cada vez mais próximo e perspectivas de sol, preparo-me para um passeio tipicamente de "vá para fora cá dentro".
Deixo uma sugestão musical, para mim, deliciosa...Esta menina inspira-me! As suas músicas embalam-me, as letras aconchegam...
Respiro fundo, fecho os olhos e desfruto de momentos de prazer e um sorriso tolo invade o meu rosto...

Katie Melua - 'If You Were A Sailboat'

If you’re a cowboy I would trail you,
If you’re a piece of wood I’d nail you to the floor.
If you’re a sailboat I would sail you to the shore.
If you’re a river I would swim you,
If you’re a house I would live in you all my days.
If you’re a preacher I’d begin to change my ways.

Sometimes I believe in fate,
But the chances we create,
Always seem to ring more true.
You took a chance on loving me,
I took a chance on loving you.

If I was in jail I know you’d spring me,
If I was a telephone you’d ring me all day long,
If was in pain I know you’d sing me soothing songs.

Sometimes I believe in fate,
But the chances we create,
Always seem to ring more true.
You took a chance on loving me,
I took a chance on loving you.

If I was hungry you would feed me,
If I was in darkness you would lead me to the light,
If I was a book I know you’d read me every night.

If you’re a cowboy I would trail you,
If you’re a piece of wood I’d nail you to the floor.
If you’re a sailboat I would sail you to the shore,
If you’re a sailboat I would sail you to the shore.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Dance!

Mais uma ausência prolongada e um regresso cheio de força e vontade de partilhar!

O Blog fez um ano... Parabéns e muitos anos de vida!
Eu fiz 32... Na companhia de pessoas muito especiais...
Não escrevi!
O trabalho não me saía das mãos, muito menos com a qualidade esperada e decidi fazer uma pausa!
Andei a navegar…
Viajei no Google Earth por lugares longínquos, aldeias (quase) esquecidas, o azul do mar, as maravilhas do mundo, e uma banda sonora muito 80’s...

Ah! Mas hoje! Hoje apetece-me dançar!!!

(New Order - Blue Monday '88... Para celebrar o Dia Mundial da Dança!)

Continuo a dançar!

Mais uma música ao som da qual é impossível não dançar!

(Jamiroquai - Love Foolosophy...Bons tempos, bons momentos!!!)

sexta-feira, 27 de março de 2009

Eu gosto é do Verão

Hora de Verão:
Os relógios adiantam 60 minutos a 29 de Março. A hora de Verão vai chegar no último domingo de Março, dia 29, devendo os relógios em Portugal ser adiantados 60 minutos em todo o país, de acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa. Os relógios devem ser adiantados 60 minutos às 01:00 de 29 de Março, passando para as 02:00. A próxima mudança de hora, para a hora de Inverno, vai ocorrer no últimodomingo de Outubro, ou seja dia 25. Durante todo o período em que vigorar a hora de Verão, Portugal terá mais uma hora do que o tempo universal coordenado (UTC). A mudança da hora prende-se com a necessidade de não haver desfasamento solar, aproveitando-se o melhor possível a luz nas diversas actividades.


quinta-feira, 26 de março de 2009

Hora do Planeta

Mais uma iniciativa a que vale a pena aderir! Pelo nosso Planeta, por todos nós! Todos juntos, faremos a diferença!


Fecha a porta, apaga as luzes
vem deitar-te a meu lado
dá-me um beijo e o meu desejo
vem ficar acordado

Vem amor a noite é uma criança
e depois quem ama por gosto não cansa

Amanha de manhã

Vamos acordar e ficar a ouvir
a rádio no ar a chuva a cair
eu vou-te abraçar e prender-te então
no corpo que é teu na cama no chão
Os nossos lençóis e colcha de lã
eu vou-te abraçar amanha de manhã

Fecha os olhos, esquece o tempo
nesta noite sem fim
Abre os braços acende um beijo
Fica dentro de mim

Vem amor a noite é uma criança
e depois quem ama por gosto não cansa

Amanha de manhã

Vamos acordar e ficar a ouvir
a rádio no ar e a chuva a cair
eu vou-te abraçar e prender-te então
no corpo que é teu na cama no chão
Os nossos lençóis e a colcha de lã
eu vou-te abraçar amanha de manhã

(Lembram-se? Um pouco fora do contexto, mas lembrei-me da música e apeteceu-me partilhar a letra... "Doces" momentos...)

sexta-feira, 20 de março de 2009

Bem Vinda Primavera!

Este ano o Equinócio ocorreu no dia 20 de Março às 11h44m. Este instante marca o início da Primavera no Hemisfério Norte. Esta estação prolonga-se por 92,79 dias até ao próximo Solstício que ocorre no dia 21 de Junho às 06h46m, quando darei as boas vindas ao Verão...Até lá, e contrariamente às previsões, o meu pensamento é dominando por raios de sol, tons de verde, laranja e azul, árvores em flor, aragens amenas e sorrisos coloridos...

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Uma prenda para ti

Nuno:

És a pessoa mais bonita que eu já conheci em toda a minha vida!

É um privilégio ter-te no meu MuNdO!

Beijo e Sorriso

Love is in the air...

Are you in Love?...Like me...

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Se eu fosse um livro...

Saudades do Verão

Há quase um mês que não punha aqui os pés! Nem quero acreditar na minha própria inércia! Muito trabalho, stress, chuva, frio e deu nisto: um total abandono do MeU MuNdO!!!
Mas a vontade falou mais alto e gritou aos meus ouvidos: TOCA A ESCREVER QUALQUER COISA!!!

Foi um início de ano complicado na minha vida, a nível profissional. Muitas alterações legislativas, ausências de companheiros de equipa e outras mudanças súbitas e deixei-me absorver em inúmeras reuniões, telefonemas, esclarecimentos, pesquisas, estudos, leituras horríveis...também já estão cansados?

De qualquer forma, apesar de ainda não ter acalmado totalmente, serenou um pouco... hummm e o sol, que tanta falta me faz, também está de regresso, será que para ficar?! Espero que sim! Tenho saudades do verão! Muitas! Tantas!...

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

"O Palácio da Lua"



Acabei de ler "O Palácio da Lua", de Paul Auster...O desejo de chegar ao final intensificava-se a cada parágrafo que lia. Cada frase, aumentava a curiosidade do desfecho da história. Cada palavra, antecipava a saudade dos sentimentos provocados.
Não superou as sensações da leitura do "Mr. Vertigo", livro que me apresentou o autor, mas cada livro é único e não vou fazer comparações.
"O Palácio da Lua", de início, quase me desiludiu por não conseguir, na altura, compreender as decisões da personagem que conta a história. Depois cresceu, desenvolveu e, fundamentalmente, ensinou-me que a vida afinal é como a Lua: cada fase que vivemos, é o potencial de tudo aquilo que ainda temos para viver e é possível (re)começar do nada.
"O Sol é o passado, a Terra o presente e a Lua o futuro"

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Feliz 2009!!!

A cada aproximação de um novo ano, enchemo-nos de sonhos, projectos, promessas e ambições. Sentimo-nos verdadeiramente empreendedores e activos, mesmo que depois redunde em preguiça, inércia e não façamos mais do que adiar a maior parte das aspirações.

Mas não! Hoje quero acreditar que os sonhos se tornarão realidade, por mero acaso ou por empenho real e efectivo.

De qualquer forma, por vezes interrogo-me do porquê do desejo de novidades prevalecer, quase sempre, sobre a recordação e manutenção dos sonhos já concretizados... De entre inúmeros desejos que tenho para 2009, um deles será: conservar com muito carinho tudo o que já conquistei!

A todos os meus amigos, conhecidos e visitantes do meu blog:

Um Feliz Ano Novo, Feliz Año Nuevo, Happy New Year, Heureuse Nouvelle Année, Buon Anno, Feliz Aninovo, Bon any nou, Godt Nytt År, Feliĉigan Novan Jaron, Shaná Tová, Glückliches Neues Jahr, Nytar, Честита Нова Година, Gott nytt år, Счастливого Нового Года, 明けましておめでとうございます!!!

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

There's something about Christmas time


We waited all through the year
For the day to appear
When we could be together in harmony

You know the time will come
Peace on earth for everyone
And we can live forever in a world where we are free
Let it shine for you and me

There's something about Christmas time
Something about Christmas time
That makes you wish it was Christmas everyday

To see the joy in the children's eyes
The way that the old folks smile
Says that Christmas will never go away

We're all as one tonight
Makes no difference if you're black or white
'cause we can sing together in harmony

I know it's not too late
The world would be a better place
If we can keep the spirit more than one day in the year
Send a message loud and clear

It's the time of year when everyone's together
We'll celebrate here on Christmas day
When the ones you love are there
You can feel the magic in the air - you know it's everywhere
There's something about Christmas time
Something about Christmas time
That makes you wish it was Christmas every day

To see the joy in the children's eyes
The way that the old folks smile
Says that Christmas will never go away

Please tell me Christmas will never go away

Feliz Natal!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Sexo e a Cidade em Lisboa!

Há dias recebi um e-mail com um convite para uma jantarada de amigas. De 5 fomos 3, mais uma amiga só de uma das 3 que se revelou uma agradável surpresa.
Até definirmos local, hora, ementa e outros pormenores ocorreu uma troca incansável de mails divertidíssimos, que prometiam um jantar magnífico.
A Xana ofereceu-se de imediato para cozinhar o que deu azo para uns comentários de espanto (com muito orgulho à mistura), por parte da Sara e por mim, que não tenho queda nenhuma para esses dotes e prontifiquei-me a levar o vinho, tinto, pois claro!
Tentámos, ainda por mail, chegar a acordo quanto aos papéis de cada uma de nós na série do "Sexo e da Cidade", mas como eu arrebatei de imediato a Carrie só para mim, "as outras" ficaram cheias de inveja e fartaram-se de me chamar nomes!!! E a inveja é uma coisa muito feia!
Enfim, chegado o dia, fui buscar a Xana e ainda fomos às compras. Já elegantemente atrasadas aparecemos na casa da Sara, linda de morrer, a casa e a Sara! Todos os pormenores têm uma história e um local destinado, onde tudo se enquadra de forma harmoniosa e perfeita. A Maria, a Camila e a Migalhinha são deliciosas! Calma, ningém comeu as gatinhas e a cadelinha da Sara, salvo seja, mas de tão queridas que são, não me ocorreu outra palavra que melhor as pudesse descrever.
Eu, a Xana e a Sara, já nos conhecemos há tempo suficiente para começarmos logo na palhaçada e na fofoca sem qualquer tabu. A Vanessa, inicialmente um pouco mais retraída, transformou-se numa companhia à medida da loucura das conversas.
E entre copos de vinho, shots de vodka, conversas picantes, revelações escaldantes e muitos, muitos sorrisos decorreu uma noite fantástica entre amigas.
Quero mais noites como esta!
Uma grande beijoca para todas e até qualquer dia...




domingo, 14 de dezembro de 2008

Saudades do Alentejo

Que saudades que eu tenho do meu querido alentejo...
Do cheiro, dos sabores, do conforto da lareira acesa e do verde das planícies noutras épocas de outros tons.
Vou fechar os olhos e sonhar acordada...




sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Quem foi o gajo?


Gostava de saber quem foi o gajo que inventou o boato que os funcionários públicos não fazem nada!!!...Precisava de acertas umas contas com ele!!!




100% Mal educado!

Ultimamente dou por mim a questionar-me sobre o comportamento dos filhos dos meus amigos! Eu (ainda) não tenho filhos, por isso é muito mais fácil falar! Mas gostava de acreditar que um dia, quando os tiver, vou conseguir educá-los de acordo com alguns princípios e valores fundamentais e, em idades precoces, de acordo com as regras mínimas da boa educação! Mas começo a ter dúvidas do sucesso desta minha árdua tarefa!
Não falo de ninguém em concreto, mas de várias crianças e mães e pais em geral! À minha volta farto-me de ver crianças indisciplinadas, com birras descomunais, mas que conseguem (quase) sempre levar os pais a ceder.
Regra geral, parece-me que as meninas são mais calmas, ou melhor, têm mais noção dos limites e da realidade, mas admito poder estar redondamente enganada! Já os meninos, bem, esses correm, gritam, mexem em tudo, os pais desesperam, dizem que não milhares de vezes, mas normalmente os putos ganham! Aliás, os miúdos costumam ganhar sempre! Agora interrogo-me, será que eu conseguirei ganhar aos meus?! Ou serão as criancinhas do século XXI todas hiperactivas?
Há dias uma amiga confessou-se próxima do desepero, porque o miúdo é bastante indisciplinado e ela já não sabe o que fazer. Já lhe deu umas palmadinhas, daquelas por cima da fralda, mas isso agora é crime! Então o que é que se faz quando eles não vão lá com os intermináveis "isso não se faz!", "não faças isso!", "está quieto!", "pára!", não!"???? Sim isto é uma pergunta! O que é que se faz? Nada?
Confesso que também não gosto daqueles miúdos que não partem um prato! Se há idades para fazer disparates, correr, saltar, brincar até não poder mais é na infância! Mas tudo dentro das regras do convívio social e da boa educação que nos fica tão bem.
Resta-me esperar e desejar que quando me tocar a mim, vou ter a sorte de saírem à mãe!

"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e às vezes esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta."

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Admitem-se Más Línguas (M/F)

Ontem, como habitualmente, no caminho de regresso a casa, o rádio do carro sintonizava a "Prova Oral", na Antena 3. Gosto de ouvir "aquilo", e agora?! O Fernando Alvim surpreende-me quase sempre por tentar parecer ser aquilo que não é, um gajo insuportável! Não o conheço pessoalmente, nem conheço quem o conheça, e confesso que há uns tempos não achava piada nenhuma às piadas dele. Machista, convencido, mulherengo, enfim, irritava-me! Mas depois de ouvir várias vezes a "Prova Oral", muitas delas com entrevistas, temas, personalidades e intervenções bastante interessantes, comecei a ponderar e a querer acreditar que afinal o Fernando até devia ser bem menos aquilo que queria transparecer, mas muito mais aquilo que evita ser: um gajo inteligente! Talvez isto já seja o meu optimismo e crença nas pessoas a falar mais alto. Ah! E a sua parceria no programa "Nuno e Nando", também na Antena 3 (isto é só publicidade gratuita), com o Nuno Markl, também ajudou! É que deste, eu sempre gostei! Entenda-se: do seu humor e crónicas. Além disso, gosto muito mais dele (Nuno Markl) em rádio, do que em televisão e isto não é nenhuma indirecta!
Mas porque raio estou eu a escrever sobre dois humoristas?! Eu queria apenas contextualizar o meu post, porque na "Prova Oral" de ontem os convidados eram os "Senhores da Má língua"! Lembram-se?! Mais precisamente da Noite da Má Língua, o programa de há 15 ou mais anos atrás, na SIC, onde o Manuel Serrão, o Rui Zink e o Miguel Esteves Cardoso se fartavam de dar com a língua nos dentes, sem medos e sem censuras, sobre variadíssimos assuntos? Pois, eu também me lembro vagamente, nessa altura, em plena adolescência ainda não andava muito apreensiva com algumas questões que actualmente me tiram do sério! Mas claro que me lembro! E sinto que, num país e num mundo, como o nosso, as verdadeiras más línguas estão em vias de extinção!
Estes Senhores agora lançaram um livro (e isto não é publicidade, porque ainda não o li), mas senti como que uma nostalgia por aqueles velhos tempos, em que eu ainda não me importava tanto, mas talvez mais gente se importasse mais! Talvez os valores fossem outros e tenhamos perdido (ou esquecido) alguns (ou muitos) demasiado importantes.
Sinto que agora, as pessoas têm medo! O Mundo está do avesso! A fome aumenta, a sede de poder também! Ninguém olha a meios para atingir fins, muitas vezes fúteis! O dinheiro fala sempre mais alto e todos têm um preço (eu nem quero saber o meu!)
E é por isso, que eu gosto de línguas bem afiadas! Nada de apreciações ignorantes, daquele diz que disse ou de críticas estéreis! Mas de bons argumentos contraditórios, de análises informativas e depois cada um decide de que lado está, e fá-lo devidamente informado!
Está na altura de pararmos de difundir a responsabilidade por todos os outros cidadãos do mundo! Nós também somos responsáveis pelo futuro do planeta! Portanto critique-se de forma profícua e arregassem-se as mangas para concretizar as boas intenções!

A culpa é do Outono!

Estes dias frios e chuvosos dão comigo em doida! Fico preguiçosa, adio projectos, congelo ideias e só me apetece fazer: absolutamente nada!...
(Eu gosto é do verão!)
O problema é que na vertente profissional da minha vida e na conjuntura actual da Administração Público, as mudanças prometem... para já, muito trabalho de secretária, compreensão e preparação para o que aí vem! Juntando a isto outra pós graduação e toda a inércia por culpa desta estação, em que as folhas caem, os dias ficam pequenos, o frio instala-se e apetece mesmo é hibernar, negligenciei a actualização do meu MuNdO!
Mas estou de volta! De gola alta, sobretudo e alguns pares de meias! E estou cheia de vontade de voltar a partilhar!

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Yes, We Can!

Recebi esta mensagem no dia em que Barack Obama venceu as Eleições Presidenciais Americanas de 2008.
Como tenho andado bastante atarefada, entre formação, pós graduação e muito trabalho, de imediato pedi autorização ao seu autor se poderia publicar o seu texto inspirador no meu blog, mas até isso tardou...
As suas palavras souberam-me realmente bem, identifiquei-me com o seu optimismo, com o seu discurso, com a vontade de mudança, apesar de até andar numa fase mais ceptica, mas quero continuar a acreditar e que o mundo mudou, definitivamente, para melhor!
"Amigos,

“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.” (…)

“E….se todo o mundo é como de mudança…troquemos-lhe as voltas que ainda o dia é uma criança”

Nunca as palavras de Camões ecoaram tão alto e com tanta força no sonho e nos corações de todos os que acreditavam. Mas o inevitável aconteceu, e o rumo da história jamais será o mesmo. Inicia-se um ciclo de paixão, imaginação, resiliência, confiança, paz e liberdade. Começa hoje a era da tolerância, do bem, do futuro, da luta incessante pela inquietação cívica em busca de um mundo melhor, de um planeta melhor, de uma sociedade melhor. Arranca hoje, e espalhando sorrisos pela humanidade, a crença que já Ché Guevara pedia, quando afirmava para sermos realistas e exigir o impossível. Hoje, personificado na vitória e no brilho do carisma, inteligência, bondade e força de Barack Obama, está só não apenas o orgulho do melhor que a humanidade tem, mas aquilo, que no futuro, a humanidade irá construir.
De Chicago veio Lincoln e o sonho de uma democracia ocidental e o fim da escravatura. De Chicago vem Obama, que representa uma viragem histórica na forma de ver o mundo, de sonhar o mundo, de desejar o mundo.
Iniciamos hoje uma nova era, a era da revolução das mentalidades, das atitudes, e até dos sonhos. No nosso intimo, todos sabemos que enfrentamos um cenário melhor, e mesmo conhecendo as convulsões, desafios e tumultos que estão pela frente, sabemos que o poder não se exercerá mais pela força das armas, pelas fortunas feitas e desfeitas a velocidades vertiginosas, mas sim pela coerência e devoção aos nossos ideais, aos nossos valores, e naquilo que convictamente acreditamos. Pois a mudança, amigos, mudou. Não é mais agregativa. Não se movimenta em linha recta. Não emana de um topo distante e evasivo. Nesta nova era, a mudança é doce, é de todos, gerada por todos, a mudança é excitante, a mudança é apaixonante, a mudança é irreversível.
Somos todos testemunhas vivas de uma explosão cambriana de novas formas de olhar a humanidade. Somos testemunhas vivas de um novo tempo, onde o mal, a sobranceria, os princípios fustigados ou os valores deixados por traz de uma cortina, já vão a caminho da extinção. O mundo é hoje, e inevitavelmente, um lugar melhor, á espera que todos assimilem esse desejo de o tornar sempre e cada vez mais o orgulho na razão da sua existência: abraçar a humanidade.
É tempo de desafiar, provocar e sorrir. É tempo de criar, tempo de acreditar, tempo de fazer acontecer, tempo de ajudar, desfrutar e viver.
É tempo de desafiar os pessimistas, abraçar os derrotistas, animar os infelizes, dar energia ao esforço de derrotar a visão determinista da história e do futuro. É tempo de prospectiva, perspectivar, sonhar, acreditar, e deixar o planeta contagiar-se pela mudança que acaba de acontecer. Deixar a humanidade contagiar-se por paixão, ambição, criatividade, respeito, carinho, igualdade, liberdade, fraternidade e mais uma vez e sempre: o sonho. Porque ele como diz o poeta, comanda a vida, e “sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança, como uma bola colorida nas mãos de uma criança”.
Para todos, amigos, colegas, família, companheiros, um grande abraço, outro grande beijo e o desejo que acreditem tanto como eu.

André Fonseca Ferreira

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

E viva a nossa amizade de sempre e para sempre

Acabei de receber no meu e-mail uma mensagem extraordinariamente reconfortante e especialmente animadora, que me deixou assim, com "lagriminha" no olho e um sorriso tão tonto. Estava eu para aqui, a trabalhar sem a mínima vontade e fui presenteada com este comentário da minha querida amiga Xana:
"Miga,

Mil desculpas pela minha ignorância, mas tentei...em vão, deixar-te uma bonita mensagem no teu blogue. Não percebo nada de blogues e o teu foi sem dúvida, a minha primeira experiência.

Adorei e achei o máximo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! LOLLLLLLLLLLLLLL

Finalmente conseguiste um cantinho só teu, mtas vezes falámos sobre isso e achei fantástico não teres desistido da ideia!! Essa tua cabecinha sempre a mil, com mil ideias para partilhar e tanto para dizer!! Sempre te disse k se te decidisses a escrever um livro terias mais sucesso k a Margarida Rebelo Pinto!!
Quando penso em ti, lembro-me de Felicidade e mta mta auto-estima, por isso sempre te invejei (no bom sentido!!) e espero k nunca, mas nunca percas essas qualidades. E são essas qualidades k estão presentes no teu blogue....és uma optimista por natureza.

Parabéns...e continua a escrever, pk a malta lê!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
"


Já retribuí o miminho e comentei que é por estes gestos que vale a pena continuar a partilhar o meu MuNdO e brindei à nossa amizade de sempre e para sempre!

Eu e a Xana, há muuuuuuuuuuuuuuuito (pouco! eheheh) tempo atrás, no aniversário dela e eu sempre pronta a ajudar! E já rodeadas de cervejolas!! ;)

A vida, por vezes, já nos prega tantas partidas que temos que ir preservando o que ela nos vai oferecendo de melhor.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

A paixão de ler

Já experimentaram reler um livro que vos marcou na adolescência? Eu comecei ontem a viver essa experiência...
Não consigo precisar a idade, mas não tinha mais que 16 anos quando li o livro O Amante de Marguerite Duras. A recomendação surgiu de uma admirável professora de francês, no 10º ano, a professora Clara, que depressa percebeu que a turma, para além de não estar muito motivada, maioritariamente considerava a aprendizagem da língua inglesa mais fácil, útil e conveniente. Os filmes mais badalados da época (anos 90) eram falados em inglês, as músicas que nos embalavam os sonhos e agitavam as almas, regra geral, também. Então, a perspicácia da Professora Clara, levou a que para além do cumprimento obrigatório do programa lectivo pouco atraente, realizássemos uma série de actividades e eventos que em muito contribuíram para que o 10º ano escolar das nossas vidas nunca mais fosse esquecido.
As aulas de francês passaram a ser as mais desejadas: visionámos filmes franceses (mantenho “o bichinho”), fizemos inúmeros trabalhos práticos, para que a matéria encaixasse mais facilmente e, sobretudo, organizámos uma festa de final de ano na qual todos tivemos um papel activo: a recitar um poema, a cantar uma canção, a fazer playback, tudo, claro, em francês.
O que ficou, pelo menos para mim, não foi necessariamente o gosto pela língua francesa, ou a aprendizagem fluente da sua leitura, escrita ou dicção, mas uma descoberta cultural da história e importância deste país, dos seus filmes, dos seus livros e autores, das suas músicas, cantores e compositores.
Fui devidamente apresentada a duas mulheres magníficas: Edith Piaf e Marguerite Duras, esta última, aliás, o motivo pelo qual escrevo estas linhas, mais especificamente o seu delicioso livro O Amante.
Ontem, iniciei a sua leitura, pela segunda vez na minha vida, e fui transportada para a minha adolescência, assim, num ápice. Aproveitei a excelente promoção da revista Sábado e decidi experimentar os sentimentos e emoções que o mesmo livro me provocará com 15 anos de distância.
Na adolescência fez-me chorar, descobrir realidades distintas, de meninas como eu, eternizar frases em cadernos já perdidos, saborear essências picantes, aromas distantes, sonhar com imagens estranhas, rios imponentes, ruas sujas, vidas confusas, explorar a sexualidade ainda tão misteriosa para mim, enfim, inventar-me como mulher e deixar um pouco da criança para trás...
O que será que sentirei desta vez?...

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Depois de um (re)encontro de amigos...

Ao Nuno e ao Tiago:
Obrigada por toda a amizade partilhada nos últimos meses. Sei que “estas coisas” não se agradecem...apreciam-se e retribuem-se! Têm sido um grande apoio e companhia nos meus dias coloridos e cinzentos. O Nuno cozinha, ajuda-me “no dia seguinte” com chá e bolinhos, conversamos e aconselhamo-nos... O Tiago, o meu menino, traz-me “Sexo e a Cidade” em doses industriais, que devoramos, rimos e choramos...esvaziamos a sala e abarrotamos a cozinha e o quarto, por motivo de obras e pinturas e caprichos meus, depois voltamos a colocar tudo no sítio e festejamos...Há sempre um motivo!

Ao Miguel:
E recordar é viver! Os nossos (re)encontros são sempre hilariantes, loucos e sorridentes! Não há nada a fazer. Somos nós os dois: juntos! Um brinde a todos os momentos que desfrutámos na companhia um do outro, a todas as conversas partilhadas e a todos os segundos vividos intensamente... Até ao teu regresso! Já tenho o coração apertadinho de saudades tuas! Decide-te, e volta de vez!

À Tia:
A última noite não serviu de exemplo, mas demonstrou o à vontade, a abertura e frontalidade com que se está com as pessoas mais especiais. Sim, apesar da dificuldade do TU, esta Amiga faz-me sentir bem! Demonstra o valor da verdadeira amizade, da cumplicidade possível entre pessoas a quem a vida vai pregando rasteiras e partidas. Estamos cá para o que der e vier, de cabeça erguida e deslumbrantes, para enfrentar as voltas que a vida teima em dar.

Ao Nuno:
Guardo cada pegada tua no meu MuNdO, num lugar muito especial...

Aos meus queridos amigos de sempre e aos novos que vou tendo o privilégio de conhecer:
Obrigada por todos os momentos que temos partilhado!

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza - 17 de Outubro



Cliquem na imagem de forma a conseguirem visualizar os procedimentos e contactos desta campanha de recolha de bens.
Eu sei que o Natal deveria ser todos os dias, que estes assuntos não deveriam ser lembrados e divulgados apenas nas datas comemorativas dos mesmos, blá, blá, blá...
Estas iniciativas terão sempre um lugar de destaque no meu MuNdO.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Um brinde à Amizade...

Em tempos de crise (até o nosso Presidente da República, no discurso das comemorações do 5 de Outubro, já assumiu que Portugal vive "tempos difíceis"), tendemos a dar valor àquilo que realmente importa. A vida é fugaz, mas teimamos a andar constantemente às cabeçadas com inúmeros contratempos que nos arrastam em infindáveis considerações e penitências que, normalmente, não nos ajudam na resolução de coisíssima nenhuma! Portanto, apeteceu-me brindar à amizade!!! Porque a vida faz muito mais sentido quando a partilhamos com amigos! Porque os (re)encontros com os meus amigos, reais e virtuais, deixam-me assim: com um sorriso tolo...

Dia 05 de Outubro - Um pouco de História

Para algumas pessoas, quando um feriado não é sinónimo de mais um dia de folga, passa-lhes ao lado. Ontem, dia 05 de Outubro de 2008, comemorou-se um dia historicamente importante para Portugal (independentemente da ideologia de cada um).
No ano de 1910, nos dias 4 e 5 de Outubro, alguns militares da Marinha e do Exército iniciaram uma revolta nas guarnições de Lisboa, com o objectivo de derrubar a Monarquia. Juntamente com os militares estiveram a Carbonária e o as estruturas do PRP (Partido Republicano Português). Na tarde do dia 5, José Relvas, em nome do Directório do PRP, proclamou a República à varanda da Câmara Municipal de Lisboa. No dia 6 o novo regime foi proclamado no Porto e, nos dias seguintes, no resto do país.
A Bandeira que tantas vezes agitamos (normalmente em dias de festarola, relacionados com a selecção portuguesa de futebol e ironicamente por muita, talvez demasiada, responsabilidade do brasileiro Scolari), e o hino que (agora) sabemos "na ponta da língua" são uma consequência deste dia.

"A Portuguesa", nome pelo qual é conhecido o nosso hino, foi composta em 1890, com letra de Henrique Lopes de Mendonça e música de Alfredo Keil:

A Portuguesa

Heróis do mar, nobre Povo.
Nação valente, imortal
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!Às armas, às armas
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas
Pela Pátria lutar,
Contra os canhões marchar, marchar!
Curiosamente, a música original tinha mais duas partes que foram retiradas em 1957. Existia, nessa altura, uma série de versões do hino, não só na linha melódica, mas também nas instrumentações. De qualquer forma, aqui fica o resto da letra:
Desfralda a invicta Bandeira,
À luz viva do teu céu!
Brade a Europa à terra inteira
Portugal não pereceu.
Beija o solo teu jucundo
O oceano, a rugir d'amor,
E o teu braço vencedor
Deu mundos novos ao Mundo!

Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco duma afronta
O sinal de ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm
Contra as injúrias da sorte.
Até aos dias de hoje, muitas personalidades de diversas áreas e partidos, desempenharam o cargo de Presidente da República, a que muitos já apelidam "das bananas!". Críticas à parte, deixo um link para a lista dos Presidentes Portugueses.
O saber, não ocupa lugar.

Dia Mundial do Animal 04.10.2008 - Os nossos melhores amigos

O dia 04 de Outubro tem um significado muito especial: celebra-se o Dia Mundial do Animal.
A origem histórica do Dia do Animal:

Em 26 de Setembro de 1182, nasceu em Assis, velha cidade de Itália, situada na região da Umbria, Franciscus Van Assisi. Passando por um período de doença na sua vida, decidiu ajudar os mais carenciados. Franciscus amava os animais e protegia-os. Chegou a comprar pássaros engaiolados só para os ver voar de novo em liberdade. Morreu a 4 de Outubro de 1226. Dois anos após a sua morte foi santificado. Em 1929 no Congresso de Protecção Animal em Viena, Áustria, foi declarado o dia da morte de São Francisco de Assis como o Dia Mundial do Animal, por Francisco de Assis ser tão bondoso para os animais. Em Outubro de 1930, foi comemorado pela primeira vez o Dia Mundial do Animal. A 15 de Outubro de 1978 foram registados os direitos dos animais através da aprovação da Declaração Universal dos Direitos do Animal pela UNESCO. O Dr. Georges Heuse, Secretário-Geral do Centro Internacional de Experimentação de Biologia Humana e cientista ilustre, foi quem propôs esta declaração.

Um grande bem haja a todos os que se preocupam com todos os animais de todo o mundo!

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Quem és tu?

Tenho a sensação estranha que me visitam em bicos dos pés, misteriosamente, e não deixam marcas.
Quero conhecer outros mundos, outras paisagens, outras cores, outros cheiros e sabores...
Disseram-me que a essência do meu blog é doce e foi extremamente gratificante descobrir o cheiro, o aroma, o sabor das minhas palavras, imagens e sons, porque assim ainda vale mais a pena continuar a partilhar.
Quero ver as tuas pegadas no meu MuNdO!

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Parabéns Lux!

Fez ontem 10 anos que no penúltimo dia da Expo 98 foi inaugurada a melhor Discoteca de Lisboa (e arredores)! Mas eu descobri o seu encanto mais tarde! Pelas mãos e pés e sorrisos e gargalhadas do meu querido amigo Miguel... O que dançámos, rimos, festejámos... até de manhã... a ver o sol nascer... que saudades!
Excelentes recordações, momentos inesquecíveis...
Quantas vezes no dia seguinte cantava com um brilho no olhar: “Last night a DJ saved my life”

De longe a música que melhor representa o Lux, mas foi das que lá dancei com mais prazer, de olhos bem fechados, num lugar muito meu, sem que, por momentos, mais nada importasse: Moloko - Forever More!

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Mamma Mia! E mais uma lufada de ar (fresca, doce e perfumada)

Esperei pela minha mãe para ir ao cinema e, a par da decoração da casa, armadas em “Queridas”, lá fomos nós ver o filme mais badalado deste verão: o Musical Mamma Mia!

“I have a dream, a song to sing”… e assim começa uma verdadeira tempestade de emoções! 108 minutos a sorrir. Dos pés à cabeça, todo o corpo estremece ao som da música dos ABBA e o coração aperta perante a magia da história aqui cantada:
uma jovem noiva (Amanda Seyfried) que tenta concretizar o seu sonho de ser levada ao altar pelo pai, contudo não sabe qual dos três namorados (Colin Firth, Pierce Brosnan ou Stellan Skarsgard) que a mãe (Meryl Streep) teve 20 anos antes é o seu verdadeiro pai.

As lágrimas também espreitam: emocionei-me bastante no dueto "Slipping Through My Fingers”, nas surpreendentes vozes (e representações) das já mencionadas actrizes Meryl Sreep e Amanda Seyfried.

Mas muito para além das lágrimas, o filme impõe um sorriso constante, um brilho no olhar e uma tremenda vontade de dançar! Do magnífico “Dancing Queen”, passando por temas como “Voulez-Vous”, “ Super Trouper”, “Chiquitita”, “The Winner Takes It All”, Money, Money, Money”, “Take a Chance On Me” e claro, “Mamma Mia” (Here We Go Again)!

Como não se pode ter tudo, ficam a faltar os clássicos “Fernando” e “One Of Us”, mas como diz Jorge Mourinha do Público: “só mesmo os resmungões se vão queixar de faltar esta ou aquela canção”.

A verdade é que saímos a rir, a cantar e a dançar e isso vale por tudo!

E que lufada de ar...

Mandei a crise existencial dar uma curva, tirei dois dias e andei a por "a vida" em ordem!
Com a preciosa ajuda da minha mãe, aquele segundo quarto que só servia para acumular tralha, está um verdadeiro oásis... a sala harmonizada, o quarto acolhedor.
Comprei uma planta, que baptizámos de Margarida, vários cactos, muitas molduras, para eternizar momentos especiais e tantas recordações! Estava mesmo a precisar de vida!
Cada vez mais, sabe particularmente bem estar em casa...e ouvir músicas como esta (também do baú das memórias), que me transportam para um lugar apaziguador e muito confortável.

Ordinary Love
Sade

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Às voltas com uma crise existencial

Sinto o mundo a fugir-me debaixo dos pés...e não me apetece nada correr!
Quero ficar em modo automático... mas não sei onde está o comando!
Que merda de sensação de impotência!
Parece-me tudo gigante e desconfortável...
Abano-me para sacudir esta angústia, mas a ansiedade permanece.
As noites não ajudam, são invadidas por sonhos demasiado estranhos e confusos.
Não é tristeza que sinto, mas quero de volta o meu sorriso!
Completamente sozinha, ouço as vozes dos colegas que já sairam! Que loucura!
Quero-me adaptar ao caos. Aceitar o passar do tempo...Os sonhos que (ainda) não realizei.
Vou reagir!
Sair!
Tirar uns dias!
Declaro guerra!
Preciso de uma lufada de ar!